terça-feira, 20 de outubro de 2009

Eu ainda espero!


Eu ainda te espero!
Espero sua resposta a qual me deixaste na espera,
aquela em que me torturo todas as noites imaginando o dia em que vai me dizer.
Imagino se ela vai mudar minha vida, ou apenas vai mudar alguns minutos de minha vida e não vai me acrescentar depois.
Minha vida sempre será a mesma?
Ou mudará?

Eu ainda espero!
Aquele beijo com gosto de quero mais.
Aquele abraço quente em que me aquecia.
Aquele garoto compreensivo que sempre foste, quando eu mais precisei.

Eu ainda espero...
Aquela fórmula que você me falou que me traria sempre de volta a minha plena felicidade.
Espero você naquele dia de correria em que lhe deixei partir,
eu sabia que de nada adiantaria a fazer, por isso te deixei ir!

Mas espero sua volta!

(Tarciane Palhares)

0 comentários:

Postar um comentário

Deixa seu recado, sua opinião ou até mesmo seu elogio.

Tarci e a doce espera.