sábado, 18 de dezembro de 2010

Sete Anos sem Você!

Final de ano e sempre bate aquela angustia e a vontade de chorar me consome, é difícil de conter a tristeza contida dentro do meu peito; principalmente quando está bem perto do natal.
A tristeza que falo contida em mim é a mesma que se encontrava há sete anos atrás, a dor da perda e tentar ser forte diante de outros numa situação inferior a minha.
Perdi a pessoa que fazia todos da familia sorrir, em todas as ocasiões...
Lembro das noites de Natal que passamos juntos, de tantas viradas de ano que sorriamos com as situações mais inusitadas. Ele era a minha outra parte mais feliz, sabe?!
Hoje o que me resta é a boa lembrança que me deixou, e a de sorrir mesmo quando não é necessário.

Tio, te amarei sempre. 

0 comentários:

Postar um comentário

Deixa seu recado, sua opinião ou até mesmo seu elogio.

Tarci e a doce espera.