quinta-feira, 28 de julho de 2011

Desabafo

Créditos: Google Imagens

Boa noite meninas, estou mais uma vez aqui postando.
Hoje venho realmente desabafar tudo o que estou sentindo e pensando nesse momento...
Acabei de chegar em casa e é sempre assim: ônibus atrasa, não anda devagar (certo que nós queremos chegar em casa cedo e rápido, porém vivos, rs), outra é o desrespeito dos motoristas de carro de porte pequeno, que não respeita faixa de pedestre (essa semana um carro quase passou por cima de mim, pode?!), não sei o que acontece com esse povo, vai para auto-escola fazer o que? Comprar carteira, ou marcar presença mesmo @#%$*!
 Sim, voltando... desci do ônibus atravessei a rua e subi em direção ao condomínio morrendo de dor de cabeça, mas quando vi aquela piscina me deu vontade de se jogar nela, e ficar uns minutinhos no Ofurô, mas isso é carta descartada fora do baralho.
Vou contar porque...
Meninas como havia contado (acho que contei), não sou daqui da capital (Natal), sou do interior (Santa Cruz), lá eu não tinha tantas amigas, mas as poucas que tinha dava para mim a vê-las e conversar também; lá eu trabalhava numa escola e as meninas gostavam de conversar comigo independente da idade e da conversa (eu gostava e ouvia). Aqui na capital não tenho ninguém, não conheço ninguém no prédio, não tenho com quem sair, com quem conversar (coisas de mulher mesmo, da casa, do casamento, da vida nova, etc e tal), quando chamo amor para coonversar ele diz que está cansando e que precisa descansar, não tiro a razão dele, mas vendo pelo meu lado, (amor estou aqui, longe de todo mundo) SEM NINGUÉM MESMO! Gente acho que vou morrer sem ninguém nesse apto. (não sei se estou sendo exagerada¹), só sei que estou só!
Qualquer dia desses vou tentar falar com as paredes para vê se elas falam comigo, (Exagerada²?!)
Estou tentando ir para a academia todos os dias, mas não consigo ir só e ficar lá fazendo minhas seções e sem ninguém para conversar, GENTE VIM FAZER ESTE POST PARA DESABAFAR!
Casar é muito bom, desde que você não saia da sua cidade, dos poucos amigos que você tem (embora que seja aqueles que você pode contar nos dedos, até numa mão só), mas viver longe dos seus pais (mesmo sem falar com você direito, pela correria do dia), irmãos (mesmo fazendo raiva), avós e tios, sinceramente acho que não dá, mais vou tentando. 
Ufaaaa! Acho que falei tudo que estava sentindo! ;)

P.S.: Meninas obrigado por ter me ouvido e me deixado desabafar, é porque estava aqui entalado na garganta, querendo botar para fora! Agora me sinto melhor depois de ter até chorado.
Parte legal dessa história é que aqui em casa tem net para falar com vocês.
Bjus, Flores!

10 comentários:

  1. Tarciane,
    Li o seu desabafo e sei como vc se sente!!
    Não estou passando exatamente pelo que vc está passando, na verdade, não chega nem perto, mas sei um pouco como é...
    Fazer amizades é ótimooo!! Vc ainda não conheceu ninguém por aí? Nenhuma colega de trabalho, escola, academia? Já tentou puxar assunto com alguém? Às vezes, a gente tem q dar o primeiro passo...
    Vc tem msn? Se quiser me add, fica a vontade, dai a gente pode jogar umas conversas fora e trocar umas idéias!!! O meu é evelynsantos239@hotmail.com

    Beijokas e não fica triste não, é só até vc se habituar à nova cidade!!!

    ResponderExcluir
  2. Tarci....muita calma nessa hora! Claro que tem horas que a gente precisa de uma amiga, um colo, um ombro...e eu entendo você...é difícil viver longe dos que a gente ama...é muito difícil viver sem ter com quem conversar e vamos combinar (marido não é amiga, e tem coisas que a gente precisa conversar com nossas amigas mesmo, porque marido não entende...) mas tente ver as coisas por um lado positivo...vc tem sua casa, o seu marido e não se importe, as amizades vão acontecer mais cedo ou mais tarde. Eu nunca consegui fazer amizade na academia...sei lá, sem clima. Mas não se preocupe..enquanto isso venha pra esse cantinho pq aqui mesmo de longe, temos sim afinidades e lindas amizades podem surgir! Vixii..comentário grande..rsrsrs...pra terminar, eu adoro Natal, que cidade mais linda, passei minha lua-de-mel aí...qq hora vou fazer um post lá no blog. beijos e fica bem.

    ResponderExcluir
  3. Olá Tarciane! Eu ia te dizer pra fazer novos amigos através da internet, do blog, mas não tem jeito. É bom conversar olhando pra quem te ouve, bom ouvir a voz, sentir a presença.
    Aproveita bastante seu condomínio, sua academia. Puxa conversa com o povo que mais cedo ou mais tarde você vai encontrar alguém legal pra ter boas conversas. É difícil mesmo ficar longe da família, parece que a gente nunca vai se acostumar, mas quanto mais você se isolar, mais vai se sentir sozinha, o que vai aumentar a saudade "de casa".
    Beijos
    Obrigada pela visita e pelo comentário :)

    ResponderExcluir
  4. Tarrciii!
    Eu imagino como você está!!! Eu também não aguento ficar sem ninguém por perto, não ninguém para conversar é cruel mesmo!
    Se joga na internet linda, orkut, facebook, twitter, msn... assim você consegue conversar com os amigos de longe e distrair um pouquinho... de quebra aumenta o contato com as leitoras do blog! rsrsrs


    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Eiii Flor!
    Poxa... fica assim não... dê tempo ao tempo, realmente eh ruim não ter pessoas por perto...
    Mas tenho certeza que em breve vc fará novos amigos.

    Boa Sorte!

    BjOo! *.*

    http://valeriaehelton.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Flor...eu me casei e moro na msm cidade e várias vezes me peguei chorando achando q estava sozinha, com saudade de casa....rsrsr...achu isso normal....Guenta firme q amizades vc fará loguim...é só ter calma....(espero q sim..rsrsrs)
    Bjão

    ResponderExcluir
  7. Oi Flor, eu mudei de casa, cidade e Estado...e eu te falo umas coisa: as maiores mudanças começam com a gente! Aproveite a academia, o ofurô o trabalho para encontrar gente legal......pode demorar um pouquinho mas sempre acha!


    Ah, passa lá no blog que tem sorteio! Casadinhas também podem participar!

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Taci, sei exatamente o que está se passando...
    Parece que vc descreveu a minha vida. Por mais que eu tenha amigas (os), quero dividir a minha vida com meu esposo. (afinal, casei com ele pra isso?!?) Quero muito contar como foi meu dia, saber como foi o dele, o que passou na tv.... e tudo se resume: Foi Normal! É Difícil! Li que é comprovado que o homem não faz isso por que quer... eles são assim! Mais poxa, machuca sabe. Eu no meio da Familia dele direto, quando tinha um tempinho pra nos 2, queria conversar, desabafar... e ele sempre cansado!Quando insisto, sai uma conversinha sim, raro mais sai. Conversa com ele (tenta denovo!) Qualquer coisa, estamos aki! Bjus, se cuida!

    ResponderExcluir
  9. Tarci, você já pensou em dar o primeiro passo?? É, puxar conversa com alguém, pode ser da sua academia, do seu prédio, de qualquer lugar. Você estando mais aberta para amizades elas vão acontecer naturalmente. O seu noivo não tem amigos? Vocês poderiam combinar de sair de casal, ai você conhece a esposa do amigo dele e já tem alguem pra conversar. Mas é se soltar e conversar não com as paredes...hihihi, mas com todo mundo, ok?
    E sempre que precisar tem a gente aqui.
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Tarci, pode sempre contar, que mesmo que virtual você tem a minha amizade! Mas você sabe que é diferente amizade virtual e real, portanto, mãos a obra e vai conhecer gente!!! O que a Tati disse é verdade, o casamento (mesmo que vc não mude de cidade) muda toda sua rotina e é dificil de adaptar, isso pode estar dificultando as coisas pra você! No blog da Talita Uoya tem um post de ontem eu acho falando sobre isso. Depois da uma lida!
    Bjos e se cuida!

    ResponderExcluir

Deixa seu recado, sua opinião ou até mesmo seu elogio.

Tarci e a doce espera.